Feeds:
Posts
Comentários

Archive for julho \29\UTC 2009

Texto: Nowhah Luiza (Coletivo Pequi)

O Goiaba Rock Festival, que é organizado pelo IGC- Instituto Global Comunitário- acontecerá nos dias 05 e 06 de setembro em Inhumas, e chega em sua quinta edição com várias novidades, entre elas, novos espaços distrubuídos pela cidade onde acontecerão programações e atrações diversificadas.

O Coordenador de planejamento e criador do festival, Sebastião Donato, cedeu no dia 25/07, uma entrevista para “O Jornal Mercadão” (www.mercadaonline.com.br) de Inhumas, onde falou das novas propostas do festival para a edição de 2009.

Além de garantir que esta quinta edição será um marco na história do Goiaba, Sebastião destacou a importância dos debates e palestras realizados durante o evento. Este ano o encontro será nos dias 03 e 04 e os debates contam com grandes nomes do cenário da música independente, Fabricio Nobre – Presidente da Abrafin, Pablo Capilé – vice presidente da Abrafin e articulador do Circuito Fora do Eixo e Daniel Santana – Secretário de Cultura do Estado do Acre e Presidente do Fórum dos Secretários Estaduais de Cultura.

O festival ainda será palco para o lançamento do calendário do Circutio Fora do Eixo Goiás 2010, que junto com Inhumas é composto pelas cidades de Anápolis, Brasilía, Goiânia, Piracanjuba e Pirenópolis.
O Goiaba Rock Festival foi o primeiro grande festival realizado no interior do estado, assim como o primeiro a se filiar a Abrafin.

Hoje é conhecido nacionalmente e principal estimulo para as cidades do interior goiano que acabam de ingressar na cadeia produtiva da música independente.
A programação do Goiaba esta sendo montada, e continuaremos a postar informações.

Anúncios

Read Full Post »

Texto: Nowhah Luiza
Fotos: Ana Pontes

E seguimos assim, com muito trabalho já realizado e muito por vir.
Esse final de semana estivemos no Rock In Pira e o festival foi bastante agitado.Ficamos surpresos com a movimentação no “interiorzão” de Goiás, o rock aconteceu em uma chácara próxima ao centro de Piracanjuba e a galera lotou o lugar.
pira4
E quem ficou pra lá de satisfeita foi à banda Evening, os meninos que fazem um som agressivo conquistaram o público local, foi o show mais prestigiado da noite. Outra banda que mereceu destaque foi à Cassino Super Nova, abriram o festival com uma apresentação deliciosamente empolgante. Evening e Cassino foram ás únicas bandas a se apresentarem com músicas exclusivamente autorais.

E quando menos se esperava, a noite foi interrompida por uma forte chuva e queda de energia. O que foi uma pena!
Ficamos na espectativa dos shows de Mamacadela do Cerrado, Macacos Gordos e a super esperada Brown-Há.

Ainda assim, parabéns a toda produção do Rock in Pira e vida longa aos festivais no interior do estado.

Read Full Post »

flyer fora do eixo

Read Full Post »

Depois do encontro no Bolha Cultural em Anápolis, a próxima parada do CGMI será em Piracanjuba, no festival Rock In Pira que acontece nesse final de semana, dia 11 de julho.

Além das atrações, o festival ainda será palco para mais um encontro do circuito e ainda para a estréia da cobertura de rádio.

Agora é fazer as malas e pegar a estrada!

cartaz rockinpira

panfleto rockinpira

Read Full Post »

Texto: Lucas
Fotos: Paulo Victor
Coletivo Pequi

O festival Bolha Cultural, em sua primeira edição na cidade de Anápolis, apresentou nesta sexta-feira e sábado, dia 26 e 27 de junho, show com diversas bandas do Centro-Oeste, que variavam entre diversos estilos e influências, fazendo desse evento um importante motor para que se impulsione a cena da música alternativa em Anápolis.

A primeira banda a se apresentar no palco do Bolha Cultural, foi a anapolina Novos Vinis. A banda, já conhecida em Anápolis por seu desempenho nos palcos de bares na cidade, teve a oportunidade de apresentar suas composições autorais. Surpreendendo o público presente, mesclou riffs conhecidos com uma levada dançante e letras bem-humoradas. Vale ressaltar nessa apresentação a presença e o rebolado do contrabaixista e vocalista Igor, além, do country-rock apresentado em “café com gosto de chimarrão”.

A segunda banda a se apresentar foi a brasiliense Brown-HÁ. Com guitarras e vocais bem ensaiados e sincronizados, a Brown-HÁ fez a galera se balançar ao som de um rock direto e dançante, com letras em português interpretadas pelo vocalista João Paulo. O público teve a oportunidade de prestigiar uma grande banda em um show animadíssimo. Com destaque para a música “Os Lu´s” que contém em seu refrão o sonho de qualquer músico integrante de uma banda de rock, que o de viver de rock n’ roll.

Brown-há

O terceiro show ficou por conta da banda Lady Lanne, que com tequila e letras bem-humoradas, animou o público fiel as suas apresentações. Com refrões marcantes o público acompanhou a Lady Lanne em mais uma empolgante apresentação. Com direito a doses de tequila, seus integrantes intercalaram composições em português e inglês, com destaque para as letras de “Casamento” e “Beer is god but tequila is faster” que foram cantadas em coro pelo público presente.

Lady Lanne

A quarta apresentação ficou a cargo da eletrizante Johnny Suxxx & the Fuckin Boys. O show à parte do vocalista João Lucas (Johnny Suxxx) causou empolgação no público que assistia admirado à interpretação de músicas dotadas de riffs sujos. Destacam-se sempre nos shows do Johnny Suxxx & the Fuckin Boys, além da presença de palco empolgante de JS, o estilo defendido pelos seus integrantes de um glamour trash, que se faz notório principalmente em suas backing-vocals.

Johnny Suxxx

A banda anapolina Evening ficou responsável por manter a galera extasiada, no quinto show no palco do Bolha Cultural, tamanha responsabilidade em intercalar os shows de Johnny Suxxx e MQN foi encarada pelo power trio com muita tranqüilidade e agressividade. O clima grunge expressado pelos garotos foi recebido pelo público com aceitação incrível, podíamos notar na feição do público presente a admiração em escutar tamanha sonoridade apresentada por apenas três integrantes, em momento algum se sentia a necessidade de mais um instrumento, cada integrante da Evening sabe explorar muito bem seu instrumento, com destaque para as baquetas detonadas do baterista Ruben, que é peça fundamental na expressão do som agressivo realizado pela Evening.

A penúltima apresentação da sexta-feira ficou sob a tutela da famosa MQN, a banda dispensa comentários, ao vivo podemos afirmar que a MQN realiza as melhores apresentações nos festivais brasileiros, seu Rock n’ Roll conhecido internacionalmente brindou o público anapolino com bebedeira e brincadeiras. A presença do MQN em Anápolis sem sombra de dúvidas foi essencial para impulsionar os festivais de música independente da cidade, independentemente da quantidade de “crentes” e “descrentes” que aqui habitem.

MQN

A última apresentação da noite do dia 26 ficou a cargo da goiana Black Drawing Chalks, a banda destaque dos últimos festivais independentes no país, realizou um show memorável mantendo a galera bêbada em pé até às 3hs da matina, o show eletrizante da Black Drawing Chalks foi marcado pelas guitarras de riffs marcantes, além de suas letras interessantíssimas. Não há dúvida de que a participação do Black Drawing Chalks foi essencial para o encerramento do primeiro dia de apresentações no Bolha Cultural, após excelentes apresentações tínhamos ali presente à banda que melhor resumia a noite de sexta-feira, e mais além, com sua apresentação o Black Drawing Chalks instigava o público a voltar na próxima noite.

Black Drawing Chalks

Read Full Post »

Bolha Cultural

Texto: Nowhah Luiza
Fotos: Paulo Victor
Coletivo Pequi

O Bolha Cultural Mostra de Artes Integradas aconteceu neste final de semana e marcou a primeira ação do Fora do Eixo Goiás. O Festival teve inicio no dia 25 com exposições de vários artistas, com destaque para o trabalho dos artistas anapolinos Leonardo Almeida – que além de quadros expôs fotos de seu trabalho como tatuador – e para os desenhos e dedicação de Rodrigo Nagon.

A largada do rock aconteceu no dia 26, onde o Bolha mostrou realmente sua cara.

Os shows de sexta foram sensacionais. As bandas da cidade mostraram que estão preparadas, fizeram bonito e surpreenderam a galera de fora. Lady Lanne e Evening agora curtem os bons resultados e os contatos feitos no festival.

Evening

Outra banda fantástica foi Brown-há. Os caras vindos de Brasília mostram que possuem experiência e fazem um show de primeira, não por acaso, mas porque entendem do que estão fazendo.

Como disse no momento em que apresentei a próxima banda, ”Eu particularmente gosto muito”. Quando Johnny Suxxx & the Fucking Boys subiram no palco, abalaram as estruturas da cidade. Dava pra ver a cara de surpresa do público deparada com a performace do vocalista Johnny Suxxx.

Johnny Suxxx

Enfim chega o show que há muito tempo esperávamos acontecer em Anápolis.
Foi um prazer monstruoso receber o MQN no Bolha Cultural, e como sempre o show foi “Rock até o caroço” só que com um gostinho bem mais saboroso!

A última banda da noite anda dispensando comentários, qualquer coisa que se fale ao seu respeito é silenciada, quando Black Drawing Chalks sobe no palco e manda seu som empolgante, sem frescuras. A banda já possui uma carreira sólida no cenário independente, lançou neste ano seu segundo CD – Life is a Big Holiday for Us – que comprova por que são a maior revelação do Rock nacional nos últimos anos.

BDC

No sábado, terceiro dia de festival, as programações começaram com a palestra ministrada por Fabrício Nobre, no auditório da UEG, acerca da produção musical independente. Logo depois, o grupo que compõe o Fora do Eixo Goiás se reuniu para discutir os próximos trabalhos do Circuito.

Chega a hora dos shows. Diretamente ao que interessa: Vitrolas Polifônicas, Cerimonial, Behind the Horror e Mugo aqueceram a fria noite anapolina. Cada um no seu estilo. Vitrolas com um som descontraído, dançante e influências que vão da bossa nova ao rock fizeram uma apresentação inesquecível. Outra banda que marcou foi Cerimonial, de Inhumas, exemplo em organização e profissionalismo. Já quase no final, Behind the Horror, com seu metal agressivo, se apresenta e arranca elogios do público.

Vitrolas Polifônicas

Com um show incendiante, Mugo encerra a última noite do Bolha Cultural. A banda que faz um rock’n roll pesado, acaba de lançar no último dia 14 o CD “Go To the Next Floor”, e foi a mais esperada desde a divulgação do festival.

Read Full Post »